Lili Carabina

Produzido como parte das comemorações que irão marcar os 40 anos de carreira do novelista AGUINALDO SILVA, LILI CARABINA foi escrita por Julio Kadetti a partir da obra LILI CARABINA – RETRATO DE UMA OBSESSÃO, escrito por AGUINALDO SILVA, no final da década de 1970 quando ele trabalhava como repórter policial. Ao contrário do que muita gente pensa, a história não foi inspirada na vida de nenhuma bandida real, mas é uma obra de ficção que Aguinaldo criou para um episódio da série PLANTÃO DE POLÍCIA da Rede Globo, após o sucesso da personagem, que já foi vivida no cinema por Betty Faria, muitas mulheres do crime passaram a se auto intitular LILI CARABINA. O espetáculo que estreia em agosto, em São Paulo, com VIVIANE ARAUJO no papel principal, pode ser descrito como um bang-bang nacional que se desenrola nas ruas e becos da Baixada Fluminense.

LILI CARABINA conta a história de Elisa, uma típica dona de casa da baixada fluminense que, após o assassinato do marido inocente, se junta ao bando do assaltante CIGANO e em pouco tempo se torna a líder da quadrilha que aterroriza o Rio de Janeiro. Sempre armada com uma escopeta calibre 12, escondida atrás de uma peruca loira, ELISA adota a identidade de LILI CARABINA a bandida sensual, cruel e vingativa, que sem medo de nada nem ninguém, assalta motéis, churrascaria, bancos e joalheiras e transforma suas ações criminosas em shows. Movida pelo desejo de vingança e dividida entre o amor de MORGADÃO, um bandido cruel e violento e CIGANO o chefe da quadrilha que ela planeja resgatar de uma prisão de segurança máxima, LILI CARABINA, após desafiar a cúpula da polícia civil e militar carioca, se torna a obsessão de RENATO DELGADO, delegado fracassado que vê na prisão de LILI um caminho para recuperar o respeito e o status perdido após a descoberta da sua ligação com o esquadrão da Morte. Uma história de suspense, amor e ódio com um final surpreendente. Uma superprodução com 10 atores e uma equipe de técnicos premiados que transfere para o palco o clima de ação e violência dos filmes de Quentin Tarrantino.

FICHA TÉCNICA
História de AGUINALDO SILVA
Adaptação Teatral de JULIO KADETTI
Com VIVIANE ARAUJO, MATEUS CARRIERI, ALEX GRULI, HIGOR VASCONCELOS, CLEBER COLOMBO, YURI MARTINS, MACIEL SILVA, FERNANDO NEVES, LEÔNCIO MOURA e ARNALDO D’ÁVILA.
Direção: DANIEL LOPES.
Figurino: PAULETTE PINK
Cenografia: MARCELO ANDRADE
Preparador de Elenco: LUIS LOUIS
Trilha Sonora: MAESTRO IVAN ALVES
Diretor de Produção: JULIO KADETTI
Produção:  ANA SUELY SANTANA
Assessoria de Imprensa: JULIO KADETTI

SERVIÇO

INGRESSOS:
Sextas e Domingos: R$ 70,00 inteira /R$ 35,00 Meia
Sábados: R$ 80,00 inteira / R$ 40,00 Meia
HORÁRIOS:
SEXTAS – 21h30
SÁBADOS – 21h00 e
DOMINGOS – 19h00
TEMPORADA: 11.08.2017 À 26.11.17

TEATRO HOTEL JARAGUÁ – SP
Classificação: 14 anos
Informações: (11) 3255.4380 | 2802.7075
Horários da Bilheteria:
Terças: das 16h às 19h
Quarta e Quinta: das 16h às 19h
Sexta: das 16h às 21h30
Sábado: das 14h às 21h
Domingo: das 14h às 19h
(Sujeito a alteração conforme a programação do Teatro)

Endereço:
Rua Martins Fontes, 71
Bela Vista – CEP: 01405-000
São Paulo – SP – Brasil
Estacionamento e ponto de táxi no local

Lotação: 265 lugares (acesso para portadores de necessidades especiais)

Postado em Em cartaz